Comunicação com o paciente

7 Dicas Rápidas Sobre Comunicação Com o Paciente

Você acredita que a comunicação com o paciente é importante para aumentar o faturamento da sua clínica e te trazer agendas mais preenchidas?

Então, veja até o fim as 7 dicas práticas e rápidas para melhorar sua comunicação com eles e melhorar os resultados da sua clínica!

A comunicação com os pacientes é fundamental para uma boa prestação de serviço e para alcançar bons resultados. Informar seu paciente sobre seus deveres e direitos no atendimento médico acelera esse processo e diminui as falhas, e mostrar para ele como pode melhorar sua saúde através dos serviços que você oferece é o caminho para trazer um maior faturamento para sua clínica, hospital ou laboratório.

Mas… Por onde começar?

Dica 1 – Tenha Um Site

Ter um site é um grande passo no mundo digital. É um endereço virtual onde estarão dispostas informações de contato, endereço, horários de atendimento e redes sociais, facilitando a interação do paciente com sua clínica e te trazendo credibilidade.

Planos de saúde atendidos e formas de pagamento, além de facilidades como agendamento online ou a existência de um estacionamento na clínica, podem estar lá também.

Além de informações de contato e facilidades, é também um canal para disponibilizar as especialidades atendidas, além de detalhes sobre procedimentos e recomendações para pré e pós atendimentos.

Essas informações facilitam a decisão do paciente, que não precisará ir até a clínica e agendar um horário com você para conhecer mais do procedimento. Ele chega mais pronto para a compra, e mais informado sobre benefícios e riscos.

Para criar um site, você pode buscar tanto por plataformas como o Wix, que fornecem o domínio e também um criador de sites bem fácil de se utilizar, como também buscar uma agência ou profissional desenvolvedor de sites, que te trará uma página mais personalizada.

DICA BÔNUS: É interessante também preencher seu perfil no Google Meu Negócio, para que a própria plataforma de buscas indique informações relevantes na área lateral da página de resultados.

Além de facilitar a compra, ter um site pode te posicionar como autoridade no assunto, mostrando que você tem conhecimento sobre sua área de atuação.

Você pode conferir como nos próximos dois passos.

Dica 2 – Produza Conteúdo Escrito Sobre as Suas Especialidades (Blog Posts)

Queira você ou não, as pessoas procuram informação sobre saúde na internet.

E, um meio como esse, que carece de informação confiável e tem regras bem restritas para a comunicação, a melhor maneira de se promover é gerar conteúdo relevante sobre sua especialidade.

Então, crie um blog para se promover!

Você pode falar sobre patologias específicas, dúvidas sobre o atendimento, além de desmistificar procedimentos que podem soar complicados para os pacientes, o que pode causar medo e afastá-los de realizar esse tipo de atendimento. E, sabendo o que lhes espera, os pacientes ficam mais confiantes e têm mais clareza sobre esse atendimento, o que facilita sua compra. E, ao ver que você conhece muito sobre essa área, colocará você como autoridade nesse assunto; posicionamento esse que tem muito valor para o mercado da saúde.

Informação importante: para qualquer conteúdo criado sobre saúde, você deve expor sempre seu nome completo, seu registro médico e sua especialidade de atuação. É uma exigência do parecer do Conselho Federal de Medicina para os conteúdos na área da saúde.

Para saber mais sobre como o conteúdo pode ser um grande aliado na hora de converter pessoas buscando informação em clientes (no caso, pacientes), você pode buscar empresas como a Rock Content, empresa brasileira e uma das maiores criadoras de conteúdo da América Latina.

Dica 3 – Produza Vídeos

O vídeo tem sido um dos formatos mais utilizados ultimamente, seja em sites ou em redes sociais. Eles têm se popularizado devido à evolução dos smartphones e das redes sociais, cada vez mais abastecidas por vídeos do que pelas imagens estáticas, e têm mostrado resultado.

Abaixo, você pode conferir alguns dados sobre esse mercado:

  • 85% das pessoas que assistem a um vídeo explicativo sobre o produto que está à venda são mais propensas a comprá-lo no final (Media Buton)
  • 60% dos visitantes de uma página na web clicam para assistir o vídeo antes mesmo de ler uma palavra do texto (PageWiz)
  • 85% das organizações esperam produzir mais conteúdo em vídeo este ano em relação a 2015 (Web Video Marketing)

O conteúdo em vídeo, além de ser mais direto e atrativo ao paciente, permite que você detalhe melhor as informações que pretende passar do que somente com palavras e imagens estáticas, facilitando o entendimento e também colocando mais emoção em suas palavras.

E se você pensa que os vídeos são somente para quem tem um orçamento gigantesco para investir em comunicação, você está errado: empresas como a SambaTech podem te fornecer informações sobre como produzir seus próprios vídeos e como eles são importantes para seu negócio, e nós da TV Doutor podemos ajudá-los nessa produção e como transformar esses conteúdos em agendas mais cheias e um tíquete médio maior por paciente.

Agora que você tem seus conteúdos criados, é essencial divulgá-los da melhor maneira possível para que eles cheguem até os olhos de seus pacientes e pessoas interessadas no seu serviço.

E onde podemos ter o nível máximo de interação interpessoal na internet?

Dica 4 – Utilize As Redes Sociais

Suas redes sociais são o canal digital mais próximo de seus pacientes.

São nelas que a maioria das pessoas passa seu tempo no celular, buscam informações sobre assuntos que se interessam e se relacionam.

Então, estar lá é estar muito próximo desses que, se já não são, podem vir a se tornar seus clientes.

Além de ser um lugar onde você pode disponibilizar os conteúdos criados em texto e em vídeo, direcionando-os para um contato direto com sua clínica, é um meio de contato com eles também.

Então, independentemente de quais redes sociais utilizar, esteja atento às DMs (Direct Messages, ou as mensagens que são enviadas diretamente para você).

Quanto às postagens, mantenha uma frequência de posts (um por semana é uma boa meta para iniciar) e também o padrão visual de suas postagens, não mudando muito a “cara” de um post para outro.

Se couber em seu orçamento, busque uma agência especializada em mídias sociais, o que te ajudará a criar esses conteúdos e também impulsioná-los (é possível pagar para que sua página seja mais vista, sabia disso?).

Fique antenado nas tendências, o que pode te ajudar a criar conteúdos e te prevenir de falar sobre assuntos polêmicos, por exemplo.

E lembre-se: a rede social é totalmente democratizada. Qualquer um pode ver o que você posta e pode reagir a isso, e todos tem espaço de voz. O conteúdo que você criou pode “viralizar” e ser visto e comentado por milhares de pessoas, seja para o bem ou para o mal.

Dica 5 – Invista Em Sua Marca

Como vimos nos tópicos anteriores, a estética é uma aliada na comunicação: atrai o olhar e facilita o entendimento.

E, no meio de tanta informação visual no mundo digital, como páginas na internet, posts em redes sociais e vídeos em plataformas de distribuição, é necessário se destacar com uma estética agradável e que te diferencie no mercado.

Além disso, lembra quando falamos sobre a padronização dos posts?

Ter uma identidade visual bem estabelecida te facilitará isso. Um logo, palheta de cores, elementos visuais e fontes são ativos que mantém seus posts e todos seus materiais com a mesma “cara”, fazendo com que seja mais fácil de identificar que aquele conteúdo pertence à sua empresa.

Para te mostrar a importância de uma identidade visual, vou te lançar um simples desafio: você reconhece as marcas abaixo, apesar de estarem sem os respectivos nomes?

Esses quadros foram criados pelo We Are Dorothy (https://www.wearedorothy.com) justamente para nos mostrar a importância da identidade visual.

Imagina só que legal seria se seus pacientes te identificassem da mesma maneira?

Você pode procurar uma agência de branding ou empresas como a We Do Logos para te ajudar com isso.

Dica 6 – Tenha Um Canal de Comunicação Eficiente

Depois de todo esse esforço para ser reconhecido e visto como autoridade na sua especialidade, é natural que seus clientes te busquem para usufruir de seus serviços e tirar dúvidas.

Então, é necessário estar atento a todos os canais pelos quais essas pessoas tentem falar com você: telefone, WhatsApp, redes sociais como Facebook e Instagram, e-mails e também a área de “Fale Conosco” do seu site, caso ela exista.

Provavelmente você conhece alguém que tentou comprar algo pela internet e não conseguiu finalizar a compra, ou que tentou entrar em contato com alguma empresa, desde um fornecedor até mesmo um restaurante para reservar uma mesa, e não foi atendido ou respondido. A sensação é de frustração, pois, na teoria, a empresa precisa do seu dinheiro e você está tentando dá-lo para ela.

Isso acaba quebrando a relação que foi estabelecida por todas as conexões feitas pelas redes sociais, site e afins, minando a confiança que ela tinha em você.

Portanto, caso decida contar com vários canais de relacionamento, esteja atento a todos eles.

Dica Bônus: utilizar o WhatsApp Web (e no caso, até uma conta Business, gratuita e com características próprias para empresas) pode facilitar o atendimento por lá, e ter alertas no celular da clínica em caso de mensagens pelas redes sociais também.

E, além de se preocupar em receber contatos de seus clientes, procure também divulgar as novidades e benefícios da clínica pelos mesmos canais: avalie qual deles atrai mais seus pacientes (leia-se: por onde eles mais falam com você) e utilize ele para promover seus serviços, sempre respeitando as normas do CFM.

E agora que essa pessoa te conhece, te vê como autoridade no assunto, te segue em suas redes sociais e agendou uma consulta,

Meus parabéns!

Você conseguiu uma nova venda.

Porém, vem a dica que talvez seja a mais importante….

Dica 7 – Fale Com Ele Dentro da Sua Clínica

…é hora de encantar!

Sempre que falamos de “comunicação”, as pessoas pensam em orçamentos, em mídias e anúncios. Mas isso exclui uma parte importantíssima, para não dizer vital, do significado tão amplo dessa palavra: a troca de informação entre dois seres humanos.

Todas as 6 dicas anteriores falam sobre como levar informação para o paciente à fim de levá-lo até sua clínica, e agora que ele chegou aí e tem uma consulta marcada é o início de uma nova jornada: a experiência do paciente.

Esse termo é muito utilizado lá fora para falar sobre como o paciente se sente durante todo o período em que está dentro da sua clínica e/ou sob tratamento. É falar literalmente sobre a experiência que ele teve lá dentro, enquanto atendido por você e sua equipe.

Assim como em qualquer estabelecimento comercial, treinar seus funcionários é essencial.

É preciso que o pessoal do atendimento saiba informar os pacientes com clareza sobre procedimentos e especialidades disponíveis, que os enfermeiros saibam direcioná-los e estejam cientes da situação desse paciente, e que você, médico, dê as diretrizes, tanto de como prosseguir com o tratamento e quais cuidados ele deve tomar, quanto quais os próximos passos dentro da clínica, como agendamento de exames ou um retorno. Ter os processos bem estabelecidos, passando as informações com clareza deixa o paciente mais tranquilo de que as pessoas que estão cuidando da sua saúde estão acostumadas a fazerem aquilo e que ele não precisa se preocupar.

É interessante também investir em mídias ali dentro: adesivos, folhetos e vídeos falando sobre sua clínica na TV da sala de espera podem te ajudar muito a levar informações que são menos específicas e frequentemente perguntadas, geralmente para os atendentes, que precisam parar seu trabalho para esclarecer essas dúvidas.

E já que esse paciente está sendo atendido aí, sabe como agendar uma consulta, onde você fica e confia em seu atendimento, por que ele não se tratará em outras especialidades e realizará outros procedimentos aí dentro? Utilize essas mídias para divulgar procedimentos e exames, explicar como eles são simples ou podem trazer bons resultados e aumente o tíquete médio dos pacientes.

Agora que você sabe os benefícios de se comunicar com seus pacientes, se tiver interesse em falar com especialistas no assunto e ter um diagnóstico personalizado para sua empresa, entre em contato com um consultor da TV Doutor pelo WhatsApp!